FEDERAÇÃO DO ELO SOCIAL CONSTRUIRÁ 70 PRÉDIOS SOCIAIS NO MATO GROSSO DO SUL

O Estado de Mato Grosso do Sul faz parte do Projeto Lixo Zero Social 10”, da Confederação do Elo Social Brasil, a qual implementará 70 prédios por todo o estado e cada um com suas respectivas funções. Esses prédios abrigarão equipes técnicas preparadas para cuidar dos assuntos, conforme a demanda do local.

Com o objetivo de cumprir a Lei nº 12.305/2010, que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos, os referidos prédios terão a finalidade de dar destino final aos materiais gerados pela população sul-mato-grossense, além de atenderem as pessoas carentes que necessitam de amparo social, tais como: educação, saúde, jurídica e dentre outras.

O estado será contemplado com usinas, centros de triagens e prédios de atendimentos sociais, além de uma cooperativa e sindicatos, com mais detalhamento, são eles: Centro de Triagem e Transbordo Linha Única, Centro de Triagem e Transbordo Linha Dupla, Usina de Compostagem, Usina de Incineração, Usina de Cremação, Federação do Elo Social, Regionais do Elo Social, Cooperiner, Sindetap Estadual e Sindetap Regional.

FEDERAÇÃO DO ELO SOCIAL: fiscalizadora e intermediadora entre as diretorias da Confederação do Elo Social Brasil, bem com das diretorias regionais;REGIONAL DO ELO SOCIAL: presta atendimento às famílias necessitadas, sendo um prédio social para cada CTT instalado;CTT - CENTRO DE TRIAGEM E TRANSBORDO: nesse local é transportado todo o material coletado em sua região de atuação passando-os por uma triagem e levado ao destino final adequado; USINA DE COMPOSTAGEM: recebe todas as matérias orgânicas e afins, triadas do CTT;USINA DE INCINERAÇÃO: recebe produtos químicos e hospitalares para a sua destinação final adequada;USINA DE CREMAÇÃO: recebe animais para cremação;COOPERINER: abrigará a cooperativa do GRUPO INER, o qual é responsável por atender a Logística Reversa de Resíduos Volumosos (sofás, poltronas, móveis, etc.);SINDETAP: o Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros é responsável por representar a categoria dos decoradores e tapeceiros.

Para cada município contemplado foram realizados vários estudos e levantamentos, a fim de analisar o potencial do local, assim, os trabalhos serão desenvolvidos de acordo com necessidade daquela região.

Já os municípios que ficaram de fora dessa contemplação, eles, também serão assistidos e estarão inseridos no Projeto “Lixo Zero Social 10”, tendo em vista os resíduos sólidos gerados no local e sem a destinação necessária.

Segundo o estudo realizado por diversos profissionais fica mais barato o deslocamento desse material do que ter um prédio em cada município do estado, com isso, fomentará uma interação entre as cidades vizinhas.

Com todos os prédios em operação, o Mato Grosso do Sul poderá dizer que não possuirá mais aterros sanitários, os famosos “Lixões”, e que, também, não haverá mais “Catadores de Lixo”, pois todos os resíduos gerados terão sua destinação correta e seus “trabalhadores” poderão ser inseridos de maneira digna no mercado de trabalho formal, com a devida capacitação recebida pela Federação do Elo Social.


18 visualizações

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"